Dê um natal melhor para quem nem sempre soube o que é o Natal.

23 11 2010

Todo ano é a mesma coisa, crianças acreditando e outras desacreditando em Papai Noel. O senhor Nicolau, que é o nome do São Nicolau da onde dizem ter originado a lenda do bom velhinho, ajudava os pobres e necessitados financeiramente, dizem que através de sacos com moedas de ouro que jogava através das chaminés das casas. A lenda tomou força na Alemanha e foi evoluindo até o que temos hoje em dia, que já nem sei mais se tem a mesma magia ou não.

Quando eu era criança era uma dureza ficar acordada até depois das 21hs da noite, então era muito fácil falarem que o Papai Noel tinha passado e deixado meu presente, mesmo que eu soubesse que quem dava presentes era a minha tia e a minha avó, minha mãe gostava de dizer que eu devia fazer um pedido para o bom velhinho, que ele iria concretizar. Acho que escrevi uma carta ou outra, deixei de acreditar cedo com 5 anos de idade, assim que vi meu tio se trocando no quarto.

Hoje em dia, quando a gente vira adulto sabe que natal tem todo o significado cristão de união entre família e entes queridos, e que de certa forma, o nascimento de Jesus trouxe outra forma do mundo acreditar na vida. Não sou religiosa, mas é isso que entendo por natal, de forma bem sucinta.

Dar presentes para mim só tinha sentido porque Jesus nasceu e cada um dos reis magos deu um presente para desejar coisas boas para ele, hoje em dia trocar presentes é sinal de economia aquecida, amigo secreto, rabanada e décimo terceiro.

Mas, ainda há pessoas que acreditam que o espírito natalino traz mais do que economia aquecida, ou presentes caros. Existem crianças por aí que só querem comer um panetone de presente de natal. Por isso, eu achei bem legal divulgar aqui no blog a campanha dos Correios: Papai Noel dos Correios.

Papai Noel dos Correios 2010

Existem duas formas de você ajudar:

– Lendo e respondendo as cartinhas endereçadas ao Papai Noel;

– Sendo um padrinho e realizando o pedido de presente de algumas cartinhas.

No site há um histórico dessa campanha realizada há mais de 20 anos, e instruções de como proceder com as cartinhas. Eu ainda não sei se respondo, ou se vou adotar umas cartinhas, mas espero que vocês que estejam lendo isso divulguem a campanha também.

O melhor presente de alguém, é poder fazer outra pessoa feliz.

A campanha teve início no dia 5 de novembro e terminará no dia 20 de dezembro.

Anúncios




Então é dia dos namorados s2

2 06 2009

Um brinde a dois

Um brinde a dois

Sabe o que é mais engraçado no dia dos namorados? o desespero de alguns, a felicidade de outros, a indiferença de muitos e o faturamento do comércio. =)

Mês passado um site de relacionamentos produziu uma passeata para as solteironas que estavam em busca de namorados, eu até me surpreendi com uma moça de 22 anos que diz estar a 22 anos sem namorar, oh coitada. Porque será que as pessoas dão tanta importância para isso, não é?

Estar namorando alguém não é segurança de nada, nem que nunca mais vai ficar solteira, ou que está abalando total por ter um alguém que te ama ( e as vezes nem ama tanto assim), namorar é um estado da alma, saca? Aquela vontade de estar com alguém mesmo quando ele está um porre e você de TPM se irrita com ele mexendo o pé debaixo da mesa. Namorar é permitir que um certo alguém te faça companhia, seja seu cúmplice, seu saco de pancadas, sua fonte de carinhos e mimos.

Tá certo que não é sempre que a gente acha as pessoas certas, e nem sempre que as pessoas que a gente acha que são certas estão afim de que nós sejamos as certas para elas também, mas daí a fazer passeata… ( eu ainda não me conformei, rs).

Não sou uma das pessoas ranzinzas que odeia o dia dos namorados, tanto porque esse será meu primeiro dia dos namorados com o meu, e estou morrendo de vontade de passar esse dia com ele, mas não para trocar presentes ou porque é o dia dos namorados, mas é porque será aquele tempinho que eu esqueço dos meu compromissos de trabalho e faculdade e posso curtir com ele o tempo friozinho.

E para quem não tem namorado Vânia, não seja injusta! ok, eu já fiz parte desse grupo de pessoas, fiquei 3 anos sem namorar ninguém, primeiro porque não queria, segundo porque sustentava um inconformismo com meu ex (eu sou uma pessoa que não se conforma muito mesmo, ahahah) e terceiro porque finalmente decidi que não tinha que procurar e que na hora que o alguém aparecesse o bip ia tocar, entendem?

Porém, esses anos me permitiram aprender certas coisas, que gostaria de passar para vocês leitores:

  • Dicas para quem não tem um namorado(a):

– De qualquer forma é um feriado prolongado, então viajar e rever amigos é um ponto forte na lista, mas você também pode se empaturrar de besteiras e ficar dormindo o tempo todo, afinal, todo mundo adora um tempo livre.

– Sabe aquele livro que está pela metade faz um tempo? Gente, ler é bacana. Trate de ler o livro e de sair para uma livraria para comprar a continuação, daí você ainda pode conhecer outras pessoas nessa ida a livraria.

– Passear com seu cachorro, pois o cachorro é o melhor amigo do homem, e da mulher e ele são lindos e te deixam feliz não importa a ocasião.

– Jogar vídeo game, é isso mesmo, certeza que seu primo, irmão pirralho, amigo geek devem ter uns jogos legais, além de desestressar, dependendo do jogo, até emagrece, sabe o Wii fit? então, experimenta.

  • Agora, a versão dicas para quem tem namorado(a):

– Por favor, não se encane com os presentes… se você comprou um presente de 1000 reais e ele(a) um de 100, desencana do preço, o importante é que o presente foi comprado pensando em você, e mais, combinar a faixa de preço as vezes ajuda.

– Nada de dar piti porque você quer romantismo e seu par só quer saber de dormir, aproveite para dormir juntos e descansar, romantismo também se encontra nas pequenas coisas.

– Viajando juntos? Bacana, mas ainda assim passar 100% do tempo grudados pode acarretar pequenas brigas, enquanto ele(a) toma banho, leia alguma coisa, saia para tomar um ar fresco, individualidade em pequenas doses também ajuda.

– Você quer fazer um programa X e ele um Y? Conversem, é batido aquela coisa de que a conversa é que mantém a relação, mas no final todo mundo sabe, e quando está bravo não costuma aplicar muito, não é mesmo?

Enfim, o post foi algo mais temático, até parece artigo de revista feminina (quem sabe um dia não me convidem para ser colunista), mas sei que vai ajudar bastante gente, principalmente a galera que sai em busca de dicas pelo Google, a maioria das minhas visitas é proveniente de lá, e o WP que não me permite colocar nem o Adsense… =/
E também notei que a linha de posts do meu blog é torta, preciso voltar a sustenta o bom conteúdo, mas se você chegou a ler essa linha é porque eu ainda não perdi a minha capacidade de prender meus leitores, yey! =)

Have a nice Valentine’s Day!