E aqueles 15 minutos de fama?

16 09 2009

Estava ontem fazendo cliques aleatórios pela internet, quando me deparei com um blog que elegia as 10 blogueiras mais gatas da blogosfera. Daí, fui ver o ranking da pessoa: duas delas eu já conhecia, as outras 8 foram uma surpresa pra mim. Até perguntei no twitter, como faz para uma blogueira se tornar famosa. (resposta só do Pitoca de Arroz).

Assim, se a gente seguir a mesma lógica da televisão é só aparecer com pouca roupa, daí na internet é aquela série de fotos orkut, melhoradas no photoshop. Ou então, a gata nem aparece, apenas escreve, escreve e escreve e alguém gosta do blog e sai divulgando, depois ela resolve colocar uma foto toda simples, uma revista a chama para fazer uma reportagem, e dá a síndrome Mariah Carey – só pesquisar o antes e o depois da cantora que vocês vão entender.

E antes que alguém diga que é dor de cotovelo, calma lá! Há dois pontos aqui: – Como eles definem os mais mais de qualquer coisa na blogosfera? Google?; – Toda jornalista/ publicitária/ comunicadora que escreve bem e é bonita é rastreada nesse ranking? O que eu quero achar aqui é um parâmetro, milhares de blogs são criados todos os dias, milhares de pessoas se formam em comunicação a cada 6 meses, quem define, afinal, qual blog ou blogueiro vai fazer sucesso?

Do top 10, umas 7 eram do meio da comunicação, do top 10 eu como mulher achei 3 realmente bonitas, do top 10 só me interessei por 2 blogs. Eu faço parte do núcleo que define os superpoderosos da blogosfera? Quem são eles?

Será que são os blogueiros profissionais que fazem uma máfia entre si e indicam o pessoal do meio? Bem, realmente não sei. Queria saber quem inventou essa coisa dos 15 minutos de fama, dos tops, dos rankings, hahaha.

Mas, eu quero pro blog e para os meus textos o sucesso, e não exatamente a fama, porque nem sempre os dois andam juntos, um assassino é famoso, por exemplo.

E deixo o recado que se o basculante não for reconhecido em um ano, eu terei a síndrome Mariah Carey hahaha (brincadeira :-p).

See you guys.





Blogs e propagandas (ads)

17 04 2009

Blogging

Blogging

Eu ando surtando com essa de blogosfera, na realidade é porque fico inconformada com a quantidade de blogs que são criados para utilizar apenas a propaganda que sites como o Buscapé, Lojas americanas, e outras tantas disponibiliza para se ganhar dinheiro contabilizando os cliques. Não vou falar que não fiquei tentada a colocar um Adsense aqui (porque quando ainda não se ganha o suficiente para se manter sozinha, toda grana extra ajuda) e ao procurar o auxílio do WP vi que os ads estão barrados, e os entendo perfeitamente.

O conceito de blog é falar qualquer porcaria que a gente queira pro mundo, mas com nosso conteúdo, ou com aquilo que a gente for fuçando por aí, mas era algo feito com prazer sabe? Hoje em dia a quantidade de pessoas que cria blogs para colocar propaganda escrevendo uma merreca é absurda, usam chamadas interessantes, escrevem no máximo três parágrafos e quando você visita a página deles se vê perdida com aquela quantidade piscante de anúncios que circundam o blog, talvez no desespero de se livrar da poluição visual você saia clicando em qualquer coisa e bingo! credita uns centavos na conta do suposto blogueiro de fachada.

Outro surto que tenho é com aqueles blogs que prometem coisas no título e quando você vai lá todo empolgado encontra um texto vazio, mal formatado e cheio de gifs bonitinhos de ursinhos, florzinhas… aaah! Ah e tem o que eu mais nutro um ódio mortal, que são aqueles que ficam divulgando poemas… não eu não tenho nada contra poetas, mas gente do céu… rimas pobres e com aquelas propagandas ali de nossa senhora, ou livrarias diversas, você acaba clicando no link pra ver se acha uma saída mais rápida daquele tormento, num dá.

E tem ainda aqueles que ficam divulgando mensagens para todas as datas comerciais que vão aparecendo, com mensagens bregas… e tem gente que copia, transforma em gif e sai enviando para os colegas no orkut. E eu me pergunto, é esse o perfil da nossa blogosfera? Deus nos acuda, ou (como na onda da novela que coloca um blogueiro que quase nunca escreve no blog e fica sendo assediado pela tiazona) Hare baba!

Até ia colocar uns links de exemplo aqui no post, mas a cada link o blog em questão ganha uma posição no ranking e popularidade, e daí eu estaria ajudando-os a manter a máfia da blogosfera…. tá aí, máfia! haha

E vocês bloggers, acham que eu viajo quando digo que fico inconformada?





O Basculante – conteúdo para blogosfera, ganha um ano !

18 03 2009

Ontem quando fui conferir as estatísticas do Basculante, notei que deixei passar o aniversário do blog em branco. Minha interação com blogs ocorre desde meus 16 anos, (quaaase sete anos) embora só tenha realmente me dedicado a textos mais sérios quando entrei na faculdade.
Rumei para o WP por questão de praticidade, e garanto que ele atende todas as expectativas como editor de blogs – muito embora me entristeça por não aceitar widgets na versão gratuita =P.

Daí, pensando com o que trabalho, resolvi que o post de hoje falará sobre a blogosfera, especificamente sobre o conteúdo. Para a maioria dos blogueiros a história de como surgiu o blog é coisa de be a bá, mas a sua evolução não parece ter sido captada por muita gente.
Os diários virtuais (que como eu, foi como muita gente começou) serviam para falar um pouco da sua vida pro mundo, pra ninguém, pra um estrangeiro que não sabe o português, por pessoas que não são tão sociáveis mas escrevem muito… entre outras.

Com o passar dos anos,  os blogs passaram a ser poderosas ferramentas de comunicação, competindo com textos de jornalistas em grandes veículos (temos até a polêmica do “post pago’). Agora, o que me dói a alma, é o que as pessoas andam gerando em posts e dizendo que são blogueiros.

Não vou exigir que postem textos grandes, e nem que evitem colocar vídeos nem nada, mas é fato que muita gente perde o foco do que é um blog. Todo mundo quer visitas, quer se destacar na blogosfera, mas o que as pessoas realmente esperam de um blog?

Vídeos e imagens são recursos da informação que você quer passar, se for postar apenas uma foto ou um vídeo, o post não terá exatamente um mérito seu, e ainda assim existem sites como o youtube, o videolog ou o flickr e o picasaweb para divulgar esse tipo de arquivos.

Os posts com conteúdo são aqueles que trazem de fato um texto explicando algo, comentando algo, e fazendo com que o leitor se interesse pela forma como foi escrito, editado, e queira voltar, pra isso vale usar recursos como links, imagens e vídeos, mas não apenas isso. Todos sabem que textos grandes espantam internautas, mas quando você se compromete a escrever bem, e pega a manha de prender a atenção do usuário, pode até postar uma bíblia que o seguidores voltarão (mas, isso é uma frase figurativa =D)

Outra coisa a se pensar é a categoria, muitas pessoas gostam de falar sobre determinado assunto, logo, o público que vai visitar o blog é o do meio; os blogs pessoais ganham a simpatia começando pela rede de amigos, e depois por pessoas que veem (adaptações da gramática nova) os blogs pessoais como se fossem colunas de revistas ou jornais. O Basculante, no caso, segue a linha mix da coisa, quando me dá na telha escrevo sobre algumas das minhas categorias, ou sobre nada, mas sempre na mesma linha de pensamento, será difícil vocês encontrarem posts muito específicos, é bem mais minha opinião sobre determinado assunto.

Agora sobre a divulgação, se você fizer umas pesquisa pelo poderoso Google, vai encontrar todas as dicas possíveis para divulgação, uma delas é se associar a indexadores de blogs como o Technoratti (mas, esse é todo em inglês), ou produto da nossa terra o Blogblogs (vendendo o peixe gente!), além de participar de pesquisas, você ainda pode marcar o conteúdo que achou interessante e participar de um ranking que mede sua popularidade na rede – embora seja um pouco furado, pois nem todo mundo que lê o seu blog o linka, eu fico mais feliz com as visitas e comentários.

Não vou me estender mais no assunto, acho que consegui fazer uma breve sinopse do que eu penso ser um bom blog, qualquer dúvidas folks, só enviar email, ou comentar.

Outro dia tentei colocar meu twitter aqui, mas o WP ainda não aceitou os feeds =(
De qualquer forma, meu twitter é o vsusaki.

Até mais breve!