Pauta de hoje: amor e amizade

16 01 2009

Estava sentada no trabalho ontem quando o celular tocou:

– Oi? Vânia?
– Sou eu, quem fala?
– É o Rubens do programa mulheres

Pensei, hã? E fui ouvir o que ele tinha a me dizer, uma amiga minha me indicou como uma possível história para um caso de amizade que virou amor.
Logicamente que meu namorado não aceitou a idéia, mas mesmo assim eu gostei de ouvir o Rubens dizer que a minha história é bonita.

Desculpem, mas não vou relatar minha história =) Todavia, comecei a pensar em quantas histórias parecidas acontecem por aí, ele disse que no programa iriam casais de homens e mulheres que pretendem ser só amigos pra sempre, porque creem (sem acento, de acordo com a porcaria da nova ortografia) na amizade entre homens e mulheres.

Eu acredito na amizade entre homens e mulheres, mas acho que isso depende muito da amizade, alguns homens preferem conversar com mulheres porque elas não ligam de ouvir os problemas deles, gostam de conversar sobre futuro, passado… em compensação, eu preciso de amigos homens para conseguir rir de besteiras, falar de nada com nada e ter companhia. Porque mulheres conseguem estar do seu lado e não te fazer companhia.

Não sei dizer como aconteceu de amizade virar amor, ou de alguns casos de amor virarem amizade, que no caso eu também me encaixo. Mas, a gente aprende que a vida apresenta surpresas, e que no fim mesmo aceitandou, ou não, você acaba se adaptando.

É fundamental em qualquer relação que no mínimo haja um grau pequeno de amizade e cumplicidade. Ouvi ou li em algum lugar, que amizade nasce no momento em que alguém te fala: – Eu também!

O post de hoje foi mais uma reflexão, deixando um link apenas do programa mulheres (para quem não sabe onde passa, por quê passa e entender que donas de casa e aposentados seriam nosso público alvo) e avisando que um link novo foi acrescentado à lista: Cavaleiro com soiltária, os textos tem jeito de coluna =D

See you guys! =D

Ps: tem outro link bom! para quem não sabe o que postar, quando quer postar:
http://www.digestivocultural.com/blog/post.asp?codigo=2181