Merchan de Blogs

4 08 2009

Eu nunca defendi muito essa coisa de sair linkando os blogs por aí por conta de correntes, é como se o treco das correntes de email tivesse evoluído e mutado para blogosfera.

Mas, sendo eu uma pessoa de boa conduta, não vou desprezar a indicação feita pro meu blog – O Basculante anda ganhando fãs – e vou postar o que me foi pedido, mas acho que vou quebrar as regras, desculpe, espero que nada de ruim aconteça comigo ou com alguém por conta disso, hehehe.

Vale a pena ler esse blog

Vale a pena ler esse blog

Obrigada para Pensadora Compulsiva por ter me dado um selinho do Vale a pena e por acompanhar o blog. As minhas outras indicações estão sempre por aqui, no sidebar, sempre que acho que um blog vale muito a pena, ele entra nos links, ou em citações de posts.

E vocês, acreditam nessa mutação das correntes, ou acham que o essa troca de links é um favor de merchan? Hahaha tirei essa do Big Brother hein, sabe-se lá que edição.

Voltei a ler um livro que me fez ficar de bom humor, e focar nas coisas que eu quero, a prova de que você atrai as coisas boas, começou com esse selo aqui.

Para quem deseja entrar nessa corrente de forma voluntária, a regra é:

1) Postar o nome do blog que indicou o selo,
2) Indicar 10 blogs e avisá-los,
3) E verificar se os blogs indicados estão cumprindo as regras.

Em breve posts melhores.

Anúncios




Blogs e propagandas (ads)

17 04 2009

Blogging

Blogging

Eu ando surtando com essa de blogosfera, na realidade é porque fico inconformada com a quantidade de blogs que são criados para utilizar apenas a propaganda que sites como o Buscapé, Lojas americanas, e outras tantas disponibiliza para se ganhar dinheiro contabilizando os cliques. Não vou falar que não fiquei tentada a colocar um Adsense aqui (porque quando ainda não se ganha o suficiente para se manter sozinha, toda grana extra ajuda) e ao procurar o auxílio do WP vi que os ads estão barrados, e os entendo perfeitamente.

O conceito de blog é falar qualquer porcaria que a gente queira pro mundo, mas com nosso conteúdo, ou com aquilo que a gente for fuçando por aí, mas era algo feito com prazer sabe? Hoje em dia a quantidade de pessoas que cria blogs para colocar propaganda escrevendo uma merreca é absurda, usam chamadas interessantes, escrevem no máximo três parágrafos e quando você visita a página deles se vê perdida com aquela quantidade piscante de anúncios que circundam o blog, talvez no desespero de se livrar da poluição visual você saia clicando em qualquer coisa e bingo! credita uns centavos na conta do suposto blogueiro de fachada.

Outro surto que tenho é com aqueles blogs que prometem coisas no título e quando você vai lá todo empolgado encontra um texto vazio, mal formatado e cheio de gifs bonitinhos de ursinhos, florzinhas… aaah! Ah e tem o que eu mais nutro um ódio mortal, que são aqueles que ficam divulgando poemas… não eu não tenho nada contra poetas, mas gente do céu… rimas pobres e com aquelas propagandas ali de nossa senhora, ou livrarias diversas, você acaba clicando no link pra ver se acha uma saída mais rápida daquele tormento, num dá.

E tem ainda aqueles que ficam divulgando mensagens para todas as datas comerciais que vão aparecendo, com mensagens bregas… e tem gente que copia, transforma em gif e sai enviando para os colegas no orkut. E eu me pergunto, é esse o perfil da nossa blogosfera? Deus nos acuda, ou (como na onda da novela que coloca um blogueiro que quase nunca escreve no blog e fica sendo assediado pela tiazona) Hare baba!

Até ia colocar uns links de exemplo aqui no post, mas a cada link o blog em questão ganha uma posição no ranking e popularidade, e daí eu estaria ajudando-os a manter a máfia da blogosfera…. tá aí, máfia! haha

E vocês bloggers, acham que eu viajo quando digo que fico inconformada?





Salve à tecnologia!

3 02 2009

Outro dia estava comentando com um  amigo meu pelo gtalk que a tecnologia nos afeta há muito tempo, e é até estranho usar a palavra “afetar”, visto que é um termo nocivo, mas, melhorando o ângulo da coisa, poderíamos dizer que a tecnologia nos influencia.

 

Anos 90, tanto eu como meu amigo éramos nanicos, fato, e nos filmes americanos quando víamos a turma dos bad boys das escolas, eles sempre estavam com aqueles big rádios desfilando em seus ombros ditando sua música pelo quarteirão afora, ou até aonde a potência do som fosse capaz de ecoar.

 

Hoje em dia, vemos aqui mesmo no Brasil ,as pessoas “compartilhando” seu gosto musical através de alto falantes super-potentes (com ou sem hífen?? aaah velha ortografia) instalados nos carros, em celulares de nova, velha e de gerações paralelas, naqueles mp3, mp4, mp5, ipods e semelhantes.

 

Vêem? (esse é sem acento, mas eu bato o pé!) Não só a liberdade de expressão encontrou novas formas de se propagar, mas como a variedade de estilos e classes sociais têm também acesso.

 

Outro exemplo tem a ver com as nossas profissões (tudo bem que somos estagiários ainda, mas trabalhamos do mesmo jeito) eu aqui estagiando no Blogblogs, aprendendo sobre a blogosfera todos os dias, e ele lá aprendendo coisas sobre design – webdesign para ser mais específica. Quando ainda éramos nanicos, essas profissões estavam no âmago da alma dos criadores, que na época deviam ser adolescentes rebeldes sem causa que nem sabiam que poderiam mudar o futuro, e consequentemente nos empregar =)

 

Não sou do tipo que sai espalhando minha lista musical por aí, ou que não vive sem a tecnologia, mas assumo que ela faz parte do meu dia a dia e que tem muitas chances de permanecer junta ao meu caminho profissional.

 

Hoje, não tenho links para colocar no texto, mas já vale o fato de você ter clicado na minha URL, lido o meu post, e ter refletido em cima dessas tags principais. Sacou? hã hã?

 

Até mais!





Conhecendo o Campus Party

21 01 2009

Tudo bem que o evento é grande, reúne diferentes áreas, etc etc… mas, é a primeira vez que ouço falar dele, e que estou participando =)

A área é dividida em 10 temas diferentes, com vários locais com telões,  pufes/ cadeiras que servem para as palestras e que delineiam bancadas extensas onde os internautas aproveitam a conexão para navegar. Pelo menos na parte de acesso restrito (pra quem tem a credencial), fora a opção de acampar por  aqui 😉

Do outro lado, na Expo, temos aquela visão que lembra a Bienal do Livro, vários stands mostrando as novidades e produtos novos de empresas,  interação com o público e uma praça de alimentação.

Por enquanto eu ainda não assisti a nenhuma palestra, mesmo porque o que me interessa por aqui é a área de blogs, mas estava fazendo um reconhecimento de área. Hoje também estou desfilando com a camiseta do Blogblogs, para ajudar na divulgação.

Uma das coisas que mais me chamou a atenção é o fato do evento ter espaço para Inclusão Digital, tem pcs para os alunos interagirem na internet (embora eu veja várias e várias telas exibindo apenas o orkut, rs).

Outra coisa que é fácil de reparar é quanto tempo as pessoas conseguem ficar sentadas na frente do pc, e navegando na internet, imaginem que pessoas dormem por aqui! Eu levantei umas quatro vezes e as moças na minha frente continuaram sentadas… incrível.

Para quem quer saber mais sobre o Campus party: http://www.campus-party.com.br/

Para quem quer participar um pouco do Campus Party: http://live.blogblogs.com.br/stream/cparty09

Até mais! =)





Vai um bonequinho aí?

20 08 2008

Todo mundo que tem orkut já percebeu que os novos aplicativos mantém maior o tempo de entretenimento no site de relacionamento mais famoso dos últimos tempos.
O aplicativo ainda deixa a página de muita gente lenta – um dos motivos de eu ter demorado a fazer a minha – mas, com o tempo o site vai aperfeiçoando os apps e permitindo que mais pessoas entrem nessa nova mania.
Além do próprio bonequinho, outros aplicativos como jogos, mídias de música e de vídeo também se encontram disponíveis, ainda não consegui testar a lentidão ou a rapidez da coisa, mas é certo que muita gente tem se divertido com isso.

Outro dia li uma reportagem sobre o Second Life na revista Nova, uma mulher de 23 anos que fez sua vida virtual do jeito que queria, se relacionando com quem queria… assim, como se tivesse nascido de novo e pudesse de fato mandar na vida dela. Não que o buddypoke seja uma imitação do SL, mas tá chegando lá, muitos amigos meus mudam a aparência dos bonequinhos para que fiquei do jeito que eles gostariam de ser e não são, como mudar a cor dos olhos, do cabelo… e interagem com as pessoas, que conhecem, que não conhecem.

O mundo virtual faz cada vez mais parte das nossas vidas, e o mais engraçado é que as pessoas acabam se relacionando com outras, mas não mais do jeito tradicional. Parei para pensar nisso e achei um fato bizarro, mas por outro lado bom, pois a interação humana, os relacionamentos são uma das coisas mais lindas que existem no mundo, e cá entre nós não interessa hoje em dia muito o jeito de como eles acontecem.

Mas, ainda prefiro festas com muitas pessoas e calor humano! Aliás, assunto para um outro post são as relações virtuais que imitam as reais, como no Japão, onde vários apetrechos são colocados no seu corpo e uma pessoa virtual interage com você, uma pessoa que você mesmo pode criar…. isso sim é bizarro. Sem mais delongas, até mais breve!





Surfando na Internet

1 08 2008

Toda vez que eu ouvia a expressão ‘surfar na internet’ eu ficava imaginando o porquê dessa expressão, seria por conta do mar de informações? E a prancha seria o seu pc, o surf a sua habilidade em usá-lo? Bem, só posso confirmar que esse metáfora fez sentido esses últimos dias.

Quando utilizo a internet faço mais que acessar emails ou site de relacionamentos, mas procuro prestar atenção em todos os ‘rodapés’ das páginas, a procura de símbolos novos. O post de hoje traz a vocês algumas informações caçadas pela internet, esperando eu ajudar em seu tempo útil navegando, surfando, nadando, e às vezes se afundando também. =)

Como estudante de língua e tendo noção da instabilidade que esta possui, o primeiro passo é saber o significado das novas palavras que surgem, para depois poder entender seu mecanismo. É até interessante pesquisar como elas foram originadas (curiosidade lingüística), algumas de hoje: wiki, del.icio.us, twitter e tag.

Wiki de wikipédia, primeira hipótese que surgiu em sua mente, aposto. Pois é, o termo wiki é derivado de duas línguas do havaiano wikiwiki que significa ‘super-rápido’ e da língua maori Wiki significando ‘fim-de-semana’, o que me lembra week do inglês semana. Mas, as wikis da internet são basicamente uma coleção de informações, como se fosse mesmo uma enciclopédia com intuito de coloaborar para o entendimento de diversos assuntos. Algunas, como o próprio Wikipédia, são feitos com base de hipertextos e textos enviados por internautas, o que às vezes faz com que você tenha que garantir a veracidade da informação por outros meios, já que nem todo conteúdo é revisado.

Del.icio.us me chamou atenção no rodapé do Flickr , identificado pela figura , o site nada mais é que um serviço que adiciona suas bookmarks (favoritos) e possa pesquisar qualquer termo associado a elas. Você mesmo pode organizar suas pesquisas e tem acesso de qualquer ponto da internet. “Você também pode compartilhar seus bookmarks com os amigos e visualizar os favoritos públicos de vários membros da comunidade. Além desse uso o del.icio.us pode ser usado para criar listas de presentes, para acompanhar web-sites que tem conteúdo e links dinâmicos e para pesquisas sobre qualquer assunto.” (citando fonte Wikipédia).

Twitter em inglês significa ‘gorjeio‘, aquele cantar curtinho dos passarinhos, o que se assemelha ao seu uso, criado em 2006 ele constitui uma rede de microblogging onde pessoas podem trocar mensagens curtas via SMS ou email como se fossem micro-scraps. Um site que detalhe bem ‘como’ e ‘para quê’ serve o twitter é o Veja Isso bacana de se navegar também.

E por último, mas não menos importante, o termo tag que benza Deus é uma das melhores invenções da internet na facilidade em termos de busca. Em inglês tag significa pedaço, uma pequena parte de qualquer material. Quando usamos as tags em blogs, estamos facilitando a busca de internautas que procuram sobre determinado assunto, você clica no blog em questão e seleciona na nuvem de tags ou no busca, a palavra ou assunto que deseja. O Del.icio.us é baseado no sistema de tags, assim como a maioria dos motores de busca.

Qualquer dúvida maior acerca do post pode ser enviada via comentário, e será respondida via email. O mesmo procedimento para as sugestões.





Let’s Feed!

23 02 2008
Ok, é necessária a leitura desse post para que vocês leitores possam usufruir do conteúdo do meu blog, assim como de outros sites da web. Nos últimos anos muitos sites têm utilizado links identificados por: RSS, Feeds, XML e Atom, ou até mesmo nomes menos técnicos como: ‘atualizações’.
No começo eu estava tão perdida quanto muita gente por aí, mas conversando daqui, pesquisando de lá a gente vai se achando. Por isso achei legal compartilhar dessa maravilha com todos vocês. Um amigo meu, colaborador deste post (sim, ele que confirmou a veracidade das informações) achou um vídeo no youtube que explica direitinho em que consiste o ‘feeds’.
Após ver o vídeo muita coisa se explica, não é mesmo? O jeito ‘mais fácil’ nada mais é do que fazer com que as informações venham até você. O meu blog possui o link para o feed, é só localizar ele lá em cima por esse símbolo feed.jpg, que também aparecem em sites na cor azul. Em outros sites os símbolos podem ser os descritos acima, e/ou identificados por atualizações, novidades, etc. No nosso querido, ou não, orkut o feeds também está disponível, lá você tem a opção de colocar seu flickr, fotolog, blog em sua página e mostrar as atualizações para seus amigos sem que eles necessitem ir até o endereço (mas, há opção do link para ir até o site em questão). Com esse recurso o tempo em frente ao computador se torna mais útil e eficaz, assim você não precisa ficar clicando no fotolog de seus vários amigos e ver se eles postaram alguma coisa, e sim, as fotos deles vêm até você.
Outro ponto bem eficaz é ligado aos portais que atualizam notícias todos os dias, a opção de escolher os tipos de notícia ou temas preferidos também é possível.

Para começar a usar o jeito mais fácil, prático e legal, você deve começar se inscrevendo em um leitor, um deles citados no vídeo é o Google reader , o Bloglines , Newsgator e outra opção pesquisada:  Rojo .

Com tantas opções de leitores, e com vários blogs legais saindo por aí, eu acho que o feed – termo em inglês que significa ‘alimentar’ – é imprescindível para alimentar seu pc com os melhores conteúdos, principalmente, os de seu interesse.

Sintam-se à vontade para inscrever meu blog, seria uma honra.

Postado por: Vânia com a colaboração de Lucas Monteverde.