Seção Auto-ajuda

31 03 2009

girassol

Hoje de manhã faltei na faculdade porque estava com uma leve febre, (e me sentindo muito podre), mas confesso que tenho me sentido mais feliz nos últimos tempos, parei de brigar com o namorado, voltei felizmente ou não a entrar na rotina da faculdade e entrei naquela fase da vida que apertamos o lindo botão do FODA-S*.

Sabe os livros de auto-ajuda? Mulheres possuem uma coleção deles, e às vezes até os homens mesmo… o fato é que tudo nesse mundo pode ser uma auto-ajuda, o cachorro que te recepciona feliz da vida quando você chega, as besteiras que rolam no ambiente de trabalho (uma bolinha passou rasante pelos meus cabelos), aquela promoção na loja que você adora,: pague dois leve três, aquela sua comida preferida feita pela mamãe sem ser avisada.

Comecei a olhar o lado belo da vida, e eu sempre reclamo não há nada que me faça deixar de ser assim, e reclamar não faz parte também? A primeira coisa que um livro de auto-ajuda diria é: Para de se subestimar, não fale, aja!

Mas, às vezes eu reclamo porque quero desabafar, ou simplesmente porque eu faria melhor. Por exemplo, eu ainda acho que como blogueira escrevo melhor que muito jornalista e crítico por aí, e também acho que quando sou boa naquilo que faço, posso melhorar mais e mais.

E esses escritores de livros de auto-ajuda? Caramba, porque será que eles escrevem livros assim? Será que eles aplicam mesmo toda a teoria que escrevem? Eu leio artigos de revistas e sites, sempre quando tem um “quer melhora tal coisa?”, “quer saber como crescer e se destacar?” , em casa um livro que mudou minha forma de pensar foi aquele best seller e blockbuster “The Secret”. Sei lá, não que eu seja uma depressiva compulsiva adoradora da fase de TPM e auto-deprimente, ao contrário, sempre gostei de ser animada, de estar sorrindo, mas a gente procura apoio.

Eu realmente acredito que mudar a forma de pensamento atrai coisas boas, ok se você pensa diferente, mas eu ainda teimo nas boas vibrações, se fosse a umas duas semanas estaria eu me lamuriando que tenho febre e dor de garganta e ainda tenho que trabalhar =)
Só que trabalhar distrai a mente, me ensina coisas e me dá dinheiro, ahá!

Uma vez me disseram para ver mais o lado Poliana da vida, e até hoje eu nem sei quem é essa tal garota, mas acho que estou com ela e num abro! Não posso jurar que nunca mais vou entrar em uma deprê, mas posso assegurar que sei certinho o caminho de salvação, haha.
Não quero que o post leve vocês caros e queridos leitores (oriundos de buscas do google, fato fatíssimo) a pensar: – a Vânia quer então que eu leia auto-ajuda e mude minha vida para melhor. Não, de forma alguma. Só gostaria de expor que todo mundo acha uma forma de melhorar, e que qualquer caminho é válido, desabafo com a vizinha, pular de bungee jump, sexo com estranhos (muita gente faz, sei lá), e ler livros de auto-ajuda.

E sabem o que eu mais gosto desses livros? A categoria em que estão inseridos, eles proporcionam ao leitor uma melhora a partir dele mesmo, e não há nada mais maravilhoso do que poder sorrir todo dia e se sentir bem consigo mesmo.

Ah, eu estou feliz 😉

Anúncios

Ações

Information

5 responses

1 04 2009
Amanda

Vâ,

One of my dearest friends!!
Amei seu post, deveras muito bom, pra não dizer inspirador!!!
Fico feliz que a fase ruim tenha passado e que a minha querida amiga já está de volta a antiga forma!! ^^

Como assim você nunca leu Poliana?!?! É um livro muito bom, você iria gostar de lê-lo… eu até hoje tento aplicar o jogo do contente na minha vida…posso dizer que hoje eu estou muito melhor nesse jogo!!rsrsrs….

Continue SEMPRE perseguindo seus objetivos com garra e determinação…você vai MUITO longe!!!

bjks

4 04 2009
sil

Hey beauty,

hahahahaha, adorei este texto…está divertido, fácil de ler.
Me lembra as aulas de inglês,hahahaha
Estes livros de auto ajuda ….bem, serei sincera, como sempre fui…é puro lixo!!!!
E Pollyana? Sorte sua ter sido privada desta “coisa”!!!!
Sorry Amanda, cada um tem sua opinião…
Que bom que voce voltou a sorrir!!!
Também sorrio por sua causa!!!!
Bjs

4 04 2009
The tone

Só pra completar: às vezes, uma falta de positividade na vida, mesmo inserido num contexto negativo é extremamente necessário.
Vi relacionamentos acabarem por uma falta de fé em si mesmo, que a outra pessoa considerou uma flata de fé nos dois… não recomendo isso pra ninguém.
Pro próximo ost, veja aqui a poliana: http://en.wikipedia.org/wiki/Pollyanna ou em português: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pollyanna

Atente para o fato de ter uma versão disponível no Gutemberg… falando nisso, bem que podiamos ter um post sobre o tal projeto, não?

16 04 2009
Luciano Marra

Nossa, imagem linda que você colocou no título, parabéns!

3 05 2009
Carina

hahaha… Adorei! Parabéns. Eu sou adoradora de livros de auto ajuda, kkk.. Augusto Cury e derivados tem lugar de destaque em minha cabeceira.. hauhs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s